chapéu

Chapéu Panamá: Como escolher um chapéu de palha perfeito para o verão

A primeira peça tradicional a desaparecer do vestuário masculino foi o chapéu.

A mudança das normas sociais e o desenvolvimento da tecnologia são os responsáveis mais prováveis. Em seu livro, Hatless Jack, Neil Steinberg coloca o início do fim no final do século XIX.

A virada de chave final foi quando John F. Kennedy, se recusou a vestir um chapéu em sua posse, tornando a retirada do acessório um dos símbolos dos novos tempos.

Chapéu Fedora: Como usar e onde comprar chapéu masculino

Cara, o chapéu masculino realmente levou uma surra nos últimos cem anos. Foi rebaixado de um pré-requisito da adultidade para a zona negativa na hierarquia das necessidades sartoriais. O chapéu fedora e seus parentes trilby, bowler, homburg, porkpie, etc, sumiram do guarda-roupa masculino na segunda metade do século 20.

Durante a parte da história, o homem foi inseparável de seu chapéu. Na era moderna, o fedora é um dos modelos mais clássicos da chapelaria masculina. Era usado com diferentes níveis de formalidade, de Casablanca ao Tesouro de Sierra Madre, mas a partir dos anos 1950, o uso foi diminuindo cada vez mais. Hoje em dia, são raros os homens que usam. Isso não é bom nem ruim, são apenas reflexos dos tempos em que vivemos.